Mais Lidas

500 milhões

PF prossegue com terceira fase da Operação Ararath

Investigados, sob segredo de justiça, são donos de empresas de factoring que teriam praticado crimes contra a administração pública e lavagem de dinheiro

acessibilidade:

A Polícia Federal (PF) cumpre hoje (16), sete mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, nas cidades de Cuiabá, Várzea Grande e Tangará da Serra, todas no estado de Mato Grosso.

A ação, batizada de Operação Ararath, investiga crimes contra a administração pública e lavagem de dinheiro. O inquérito segue sob segredo de justiça. Nos últimos seis anos, as contas dos investigados movimentaram mais de R$ 500 milhões. Eles são donos de empresas de factoring (fomento mercantil) que exerciam atividades exclusivas de instituição financeira e não autorizadas pelo Banco Central, como a concessão de empréstimos com exigência de garantia.

Esta foi a terceira fase da operação, que teve início em 2011. A segunda aconteceu em 12 de novembro deste ano, com o cumprimento de 11 mandatos de busca e apreensão em Cuiabá, Várzea Grande e Nova Mutum. Segundo a assessoria da PF em Cuiabá, divulgada pela Agência Brasil, outras informações sobre as apreensões devem ser divulgadas ainda hoje.

Reportar Erro