Mais Lidas

Caucaia, Ceará

PF apreende material em cartório que pode comprovar ação criminosa na campanha

Candidato seria ligado a facção criminosa, informa site

acessibilidade:

Graves denúncias do envolvimento do candidato a prefeito no Município de Caucaia, Naumi Amorim (PMB), com o crime organizado, levaram o Tribunal Regional Eleitoral a requisitar uma operação da Polícia Federal naquele Município da Região Metropolitana de Fortaleza, na manhã desta sexta-feira (23). O alvo da ação dos “federais”  foi o cartório eleitoral da cidade.

Cumprindo determinação das autoridades, os policiais federais  apreenderam cópias de mídias e representações existentes no Cartório Eleitoral de Caucaia, onde seriam denunciadas ações graves do candidato. A  ação da Polícia Federal nesta sexta-feira em Caucaia teria o respaldo do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Ministério Público

Amorim teria por trás de seus cabos eleitorais e militantes da campanha uma milícia armada que seria ligada a uma facção criminosa que contrla presídios, conforme já denunciado pela Imprensa local e nacional.  Na edição do último domingo, a revista IstoÉ publicou informações sobre o fato.

A ação da PF poderá ter desdobramentos graves nos próximos dias da campanha política, já que as denúncias apontam a presença de uma organização criminosa trabalhando como braço armado e oferecendo até suportes logístico e financeiro na campanha do candidato. A infiltração no campo político, através do financiamento de campanha, seria uma das estratégias da facção criminosa para total domínio no Ceará, tendo Caucaia como um dos Municípios escolhidos pelos “cabeças” da quadrilha.