Petrobras 60 anos

Petroleiros comemoram aniversário com greve

Empresa comemora hoje 60 anos de fundação

acessibilidade:

Os petroleiros anunciaram nesta quinta-feira (3), no aniversário de 60 anos da Petrobras, que entrarão em greve em todo o país. De início, será uma paralisação de 24 horas que vai atingir funcionários nas plataformas, refinarias, nos terminais e escritórios da estatal e suas subsidiárias. Eles querem a suspensão imediata do leilão do campo de Libra no pré-sal, previsto para o próximo dia 21. A greve também servirá como reivindicação contra a terceirização de mão de obra e para pedir um reajuste no salário-base, que se encontra defasado há 17 anos.

No Rio, os petroleiros decidiram se unir ainda hoje com os professores grevistas da rede municipal e farão uma caminhada em direção a Cinelândia. Depois, eles se concentrarão na Praça XV, que também fica na região central da cidade. O protesto é organizado por movimentos sociais que integram a campanha O Petróleo Tem Que Ser Nosso e pelo Sindicato dos Petroleiros do Rio (Sindpetro-RJ).

Há mais de dez dias, funcionários da Petrobras e representantes de movimentos sociais estão acampados em frente ao edifício-sede da estatal, no centro. Desde então, a Polícia Militar reforçou o efetivo em torno do edifício. “Está ocorrendo um desinvestimento muito grande por parte da Petrobras, que está vendendo ativos que considera menores e de baixa lucratividade. Estamos em um momento de desmanche?, justificou o diretor da Federação Nacional dos Petroleiros, Edson Munhoz. ?Essa é uma das maiores empresas do mundo e estamos muito preocupados com a entrega desse patrimônio, que prejudica os trabalhadores e uma série de investimentos no país?, completou.