Mais Lidas

#marchadovinagre

Povo bate à porta do poder

Manifestantes cercam e até invadem o Congresso para exigir mudanças

acessibilidade:

Brasília – Uma parte dos manifestantes ocupa a rampa do Congresso Nacional e uma das cúpulas (no teto) do prédio. A Polícia Militar está acompanhando a movimentação do protesto. Alguns manifestantes estão deixando a rampa.

Outro grupo da manifestação permanece no gramado em frente ao Congresso pedindo aos demais que deixem o prédio. Os policiais estão posicionados, em fileira, em frente à uma das entradas da sede do Legilativo para impedir o ingresso dos manifestantes.

Duas pessoas foram detidas, mais cedo, ao burlar o bloqueio feito pela polícia, informou a Polícia Militar.

O estudante Wellington Fontenelle, um dos organizadores do protesto, disse que a intenção da manifestação não é invadir a sede do Legislativo e ficar concentrada apenas no gramado em frente ao Congresso. Ele disse ainda que o movimento não representa o grupo que ocupa a rampa e a cúpula. O protesto foi organizado pelas redes sociais, principalmente pelo Facebook.

O protesto tem demandas diversas, como aplicação de recursos na educação, saúde, passe livre no transporte público e criticam os gastos públicos nas obras das copas das Confederações e do Mundo (2014). A manifestação ocorre simultaneamente em várias outras cidades do país, como em Belo Horizonte, São Paulo, Natal, Belém, Campinas, no Rio de Janeiro e em Florianópolis.

Com cartazes, faixas e bandeiras do país, o protesto começou, às 17 horas, no Museu da República, no início da Esplanada dos Ministérios, na capital federal. Durante a caminhada, mais pessoas foram aderindo à manifestação, que ocupou todas as faixas da via.

Vídeos Relacionados