Visita do Papa

Não tem como fazer balanço negativo, diz Gilberto Carvalho

acessibilidade:

O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral ) disse que as críticas da imprensa internacional à organização da Jornada Mundial da Juventude partem de quem não está vendo de perto o que está acontecendo no Rio de Janeiro. “Acho que é uma leitura de quem não está aqui. Quem está aqui com honestidade não tem como fazer um balanço negativo. Estou achando extraordinário”, afirmou.

Sobre a mudança da programação do Campus Fidei (Campo da Fé), em Guaratiba, zona oeste do Rio, para a Praia de Copacabana, na zona sul, Gilberto Carvalho disse que a escolha daquele lugar foi uma opção da Igreja e não se pode criticar o governo municipal por isso. “É bom lembrar, sempre, que é um evento da Igreja, não é dos governos. Nós estamos dando suporte a eles. As escolhas foram todas feitas pela Igreja. Então é natural. Houve uma inundação na região e mudou-se pelos peregrinos. Não vejo problema nenhum na questão e não se pode criticar o governo municipal, ou estadual, ou federal por isto”, defendeu.

Para o ministro, a realização da JMJ no Rio está sendo altamente positiva “Eu tenho andado muito pela cidade e pelas ruas e vejo a alegria do povo, a confraternização. A mensagem do papa Francisco vem ao encontro daquilo que nós mais entendemos como os valores mais importantes para a humanidade?. Com informações da Agência Brasil.