Mais Lidas

Trabalho escravo

MPF abre inquérito para investigar denúncias contra McDonald's

Arcos Dorados, dona da rede de fast food, disse que não foi notificada

acessibilidade:

O Ministério Público Federal em São Paulo abriu um inquérito civil para investigar uma série de denúncias contra a Arcos Dorados, empresa que controla as operações do McDonald's no Brasil. O órgão vai analisar a suspeita de práticas como a concorrência desleal, violação de leis antitruste e sonegação fiscal.

A investigação foi aberta com base em uma representação feita pela UGT (União Geral dos Trabalhadores), que aponta também a "violação da legislação trabalhista" e "remessa de lucros incompatível com as atividades no Brasil".

A Arcos Dorados informou, por nota, que ainda não foi notificada sobre o inquérito. E de acordo com a dona da rede de fast food, ela disse ter "plena convicção do cumprimento de todas as leis em todos os mercados onde atua".

Segundo o MPF, o procurador Marcos José Gomes Corrêa, responsável pelo caso, já pediu ao McDonald's que envie esclarecimentos sobre as denúncias. O órgão ainda vai analisar a representação para então decidir se há elementos para ingressar com uma ação contra a empresa.

Há um ano, representantes de centrais sindicais, federações e sindicatos entraram com ação civil contra a rede de fast food pela suposta violação de direitos trabalhistas e concorrência desleal por exploração de funcionários.

Entre as denúncias, as entidades acusaram a rede, uma das maiores empregadoras do Brasil, de praticar a jornada móvel variável, que proibida pela justiça em 2013, pagar salários inferiores ao mínimo, não remunerar horas extras e desrespeitar intervalos de descanso.

Reportar Erro