Balística

Ministério da Justiça faz licitação que está sob suspeita

Anunciada às vésperas do recesso, vencedor será anunciado no dia 31

acessibilidade:

O Ministério de Justiça se prepara para anunciar, no apagar das luzes, em 31 de dezembro, a empresa vencedora da milionária licitação que vai criar o sistema de indexação balística no Brasil. Investigada pelo Tribunal de Contas da União por suspeita de direcionamento da vencedora, a licitação só foi anunciada na véspera do recesso Judiciário, dia 18. Assim, recursos judiciais não dificultarão o processo.

Das três empresas no mundo que fornecem o sistema de balística, só a russa Evofinder atende ao requisito de entregar ?unidades portáteis?.

O pregão eletrônico 56/2013 prevê a compra de 67 equipamentos avaliados em R$ 1,8 milhão cada um, somando R$ 120,6 milhões.

Os equipamentos pretendidos pelo Ministério da Justiça são defasados. Já há duas gerações mais avançadas avaliadas em R$ 350 milhões.

O banco de dados de balística ajuda a precisar de onde saiu o disparo de arma de fogo e, assim, identificar o responsável pelos tiros.