Na Espanha

Messi é condenado a 21 meses de prisão por fraude fiscal

Messi e seu pai são acusados de deixar de recolher impostos

acessibilidade:

O jogador argentino Lionel Messi foi condenado a 21 meses de prisão por fraude fiscal na Espanha. A sentença saiu nesta quarta-feira (6), mas o julgamento aconteceu no início de junho, no tribunal provençal de Barcelona. Messi e seu pai, Jorge Horacio, são acusados de deixar de recolher impostos no valor de 4,1 milhões de euros num esquema que envolvia empresas em paraísos fiscais. O pai foi condenado à mesma pena. Os dois terão de pagar, ainda, uma multa de cerca de 3,7 milhões de euros.

Há a possibilidade de os dois não enfrentarem a prisão, já que os juízes costumam suspender a necessidade de prisão quando as penas não ultrapassam dois anos e os réus não têm antecedentes criminais.

A fraude é referente aos ganhos de direito de imagem do atacante entre 2007 e 2009, quando jogou pelo Barcelona.  Eles ainda podem recorrer da sentença.