Mais Lidas

Pediu pra sair

Temor de reprovovação faz ex-ministro desistir de sabatina no Senado

Com medo de ser rejeitado, ex-ministro pediu adiamento da sua sabatina

acessibilidade:

A sabatina do ex-ministro dos Transportes Paulo Sérgio Oliveira Passos, indicado pela presidenta Dilma para o cargo de diretor da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), estava na pauta da Comissão de Infraestrutura do Senado (CI) de hoje (23). O resultado, entretanto, poderia não ser o esperado pelo governo e o medo de ter seu nome rejeitado fez com que o ex-ministro fosse solicitado a retirar a própria sabatina da pauta.

Foi a própria ministra Ideli Salvatti (Relações Institucionais) quem pediu a Passos para que ele endereçasse carta, “de próprio punho”, à Comissão de Infraestrutura do Senado, solicitando o cancelamento da audiência. A assessoria de Ideli confirmou a orientação, alegando que haverá mudanças na “configuração” dos indicados para a direção da ANTT, mas não especificou as mudanças

Apesar de o relatório do senador Alfredo Nascimento (PR-AM) apontar para aprovação, tudo seria “para inglês ver” e, na verdade, Nascimento estaria articulando a rejeição do nome de Paulo Sérgio como vingança por sua própria demissão do cargo de ministro dos Transportes, na célebre “faxina ética” promovida pela presidenta Dilma. Naquela ocasião, Paulo Sérgio Passos era secretário-executivo e foi efetivado por Dilma no cargo de ministro dos Transportes, em substituição a Alfredo Nascimento.

Em sua carta, Paulo Sérgio alegou ?motivos de força maior? para solicitar que sua sabatina, prevista para esta quarta-feira, fosse retirada da pauta.