Mais Lidas

Lava Jato

Lobista chefe de Pascowitch já não vive no Brasil

Moura (esq.) atuava com Pascowitch, a serviço de José Dirceu

acessibilidade:

O meticuloso trabalho da força-tarefa levou a Lava Jato a pôr as mãos nas figuras mais importantes do submundo da corrupção na Petrobras. Mas no eixo Brasília-São Paulo causa espanto que ainda não tenha surgido nome de Fernando Moura. Ligado a José Dirceu, foi o lobista – que hoje vive em Miami – quem sugeriu Renato Duque ao então ministro da Casa Civil de Lula para a Diretoria de Serviços da estatal.

Fernando Moura sempre foi considerado uma espécie de chefe do lobista Milton Pascowitch, preso na quinta (21), e do irmão dele, Zeca.

Atribuiu-se a Moura e ao ex-diretor do PT Silvio Pereira, aquele do Land Rover, a intermediação de interesses privados na Petrobras.

A pedido de Dirceu, Fernando Moura chegou a entrevistar candidatos a diretorias na Petrobras, ao lado de Silvio Pereira.

Dessa turma, Silvio Pereira sumiu, Renato Duque está preso e há anos Fernando Moura vive em Miami, sem descuidar dos seus interesses. Leia mais na Coluna Cláudio Humberto

Vídeos Relacionados