Justiça

Juiz da adoção ilegal de crianças agora é acusado de grilagem de terras

CNJ investiga por grilagem juiz que deu crianças para quadrilheiros

acessibilidade:

O Conselho Nacional de Justiça avocou processo da Corregedoria de Justiça da Bahia em um caso de invasão de terras, abuso de poder e destruição de patrimônio alheio. O juiz acusado é Vitor Manoel Sabino Xavier Bizerra, aquele que ficou conhecido por supostamente favorecer esquema de adoção ilegal de crianças em Monte Santo. Agora teria usado o cargo para negociar venda de terras em litígio, em Sento Sé.

O juiz alega que a propriedade, de forte potencial para energia eólica, é do sogro, e já negocia sua venda à empresa energética Iberdrola.

Sob o prestígio da toga, Vitor Bizerra teria acompanhado dirigentes da Iberdrola em visita a secretarias e institutos do governo da Bahia.

O juiz chegou a conseguir remoção para atuar na Comarca de Sento Sé, onde estão as terras, mas o Tribunal baiano revogou a designação.

Vítor também é investigado por entregar cinco crianças, sem ouvir a família, a uma suposta quadrilha que traficava crianças no sertão. Leia na coluna de Claudio Humberto.