Rede descartada

Jorge Viana lamenta derrota da Rede de Marina Silva

TSE negou registro para o Rede Sustentabilidade

acessibilidade:

Senador Jorge Viana (PT-AC) relata sua participação na Mesa-Redonda ?Rio+20: os Novos Desafios do Desenvolvimento Sustentável?O senador Jorge Viana (PT-AC) lamentou nesta sexta-feira (4) que o registro de criação do Rede Sustentabilidade, partido idealizado pela ex-senadora Marina Silva, tenha sido negado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Segundo ele, Marina está certa ao dizer que as atuais legendas buscam, em primeiro lugar, se registrar para depois correr atrás de uma base social e atingir sua finalidade. O Sustentabilidade, que foi apoiado por grande parte dos eleitores e que só precisava ser reconhecido, não conseguiu.

Em discurso, Viana também lamentou o troca-troca de partido que o Brasil está vivenciando nos últimos dias. ?Nós estamos fazendo as coisas do pior jeito. É um jeitinho para que as pessoas possam trocar de partido sem ficar caracterizada a infidelidade partidária?, declarou. Para ele, o Supremo Tribunal Federal (STF) é o culpado por esta falha, já que declarou que não há barreiras para a criação partidária.

O senador questionou os motivos da não criação do Rede, um  partido que, segundo ele, é diferente e inovador. “[O Rede enfrentou os cartórios que] entenderam que a assinatura de um jovem que ainda não votou ou de idosos que não são mais obrigados a votar não podem ser consideradas”, contou. ?O certo é que as regras no Brasil continuam frágeis e estimulam os profissionais da política e prejudicam aqueles que vêm com sonho, com sentimento?, lamentou.

Com informações da Agência Senado.