Mais Lidas

Apostando na política

Boleiros abandonam futebol pela bolada garantida na política

Luxemburgo anunciou interesse em se seguir carreira política

acessibilidade:

Divulgação / Luxemburgo

Aproveitando a popularidade conquistada nos times de futebol, jogadores e técnicos apostam na carreira política para garantir aposentadoria. Diário do Poder levantou que pelo menos sete jogadores seguiram para o legislativo após abandonar o meio futebolístico. Além do salário de R$ 26 mil, deputados federais — como é o caso de Romário — contam com R$ 78 mil de verba de gabinete, mais R$ 26 mil de verba indenizatórios para gastos extras.

Recém-contratado pelo Fluminense, o técnico Vanderlei Luxemburgo afirma interesse em seguir carreira política depois de se aposentar no futebol. Filiado ao PT, Luxemburgo espera levantar voos em poucos anos, sem dar previsão de quando sairá candidato nem de qual palanque subirá. Acredita-se que se espelhará no ex-jogador Romário, que gastou de janeiro a julho deste ano R$ 123 mil com as verbas indenizatórias.

Tetracampeão Mundial pelo Brasil na Copa do Mundo, Bebeto (PDT) elegeu-se deputado estadual no Rio de Janeiro em 2010 e trabalha na assembleia carioca ao lado do também ex-futebolista, o ex-técnico Roberto Dinamite (PMDB), que atua como deputado estadual pelo Rio de Janeiro desde 1992. Já Deley (PMDB) elegeu-se por dois mandatos como deputado federal. Apesar de não ter sido reeleito na última eleição, assumiu em março de 2011 como suplente de Rodrigo Bethlem.

Em Minas Gerais, Zezé Perrella se tornou deputado federal pelo PFL, mas depois seguiu para o Senado. Em 2006, foi eleito deputado estadual pelo PSDB. Em 2010, Perrella disputou as eleições para o Senado e assumiu o mandato em junho de 2011. Já em São Paulo, Biro Biro elegeu-se vereador de 1989 a 1992, pelo PDS. Em 2006, candidatou-se a deputado federal pelo PSC, mas não conseguiu se eleger.

Jogador que mais vezes vestiu a camisa do Atlético Mineiro, João Leite também preferiu seguir carreira política. Tornou-se deputado estadual em Minas Gerais, onde está desde 1995. Ocupou também cargo de Secretário de Estado de Desenvolvimento Social e Esportes e foi vereador.

Vídeos Relacionados