Mais Lidas

Algazarra no posto

Imagens de segurança desmentem versão de nadadores sobre assalto

acessibilidade:

As câmeras de segurança de um posto de combustível na Avenida das Américas, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, desmentiram de vez a versão dos nadadores norte-americanos, que disseram ter sido assaltados, na madrugada de domingo (14). O grupo chegou ao local de madrugada, após sair de uma festa na Lagoa, e armou uma confusão. Segundo frentistas, eles depredaram o banheiro público.

Eles chegaram de táxi ao posto e, após a bagunça no banheiro, um frentista foi até o local. Segundo o funcionário, estavam danificadas a saboneteira, a papeleira, a placa informativa e até a porta. Eles teriam tentado ir embora, mas o taxista atendeu ao pedido dos seguranças, para que esperasse a chegada da polícia.

Em um certo momento, os nadadores teriam ficado agressivos e um segurança apontou a arma para impedir que eles fossem embora. Houve discussão para o pagamento do prejuízo e, num acordo, eles ofereceram 20 dólares e 100 reais.

Os policiais chegaram depois das 7h, quando a situação já havia sido resolvida.

Mentira

Os nadadores disseram que sofreram um assalto no caminho entre a festa e o centro olímpico. Segundo eles, homens vestidos de policiais roubaram seus pertences. No entanto, imagens mostram que eles chegaram ao centro com as carteiras e celulares.

A Justiça determinou a apreensão dos passaportes dos atletas até que o caso fosse esclarecido, mas um deles, Ryan Lochte, já havia ido embora. Na noite de ontem, dois atletas, Gunnar Bentz e Jack Conger, foram retirados de dentro do avião para prestarem depoimento na delegacia. Eles ficaram calados.