Mais Lidas

Caso Fifa

Hawilla é sócio de Ronaldo no Strikers, time de Fort Lauderdale

Dono da Traffic, alvo do FBI, atraiu o ex-craque para os EUA

acessibilidade:

O empresário José Hawilla, dono da Traffic, tornou-se alvo fácil para o FBI ao instalar sua sede nos Estados Unidos, onde há uma legislação muito dura, que pune empresas americanas envolvida em casos de corrupção no exterior.

Entre os seus muitos negócios, Hawilla também é sócio do ex-craque Ronaldo Fenomeno no Fort Lauderdale Strikers, time da segunda divisão do futebol norte-americano.

A Traffic é uma das maiores empresas de marketing esportivo do mundo e negocia direitos de transmissões de TV e publicidade de grandes eventos, como a Copa América e a Libertadores. Hawilla – réu confesso de extorsão, fraude eletrônica, lavagem de dinheiro e obstrução da Justiça – fez acordo com a Justiça dos Estados Unidos e vai devolver US$ 151 milhões (cerca de R$ 473 milhões).

Em nota, o FBI citou a CBF nas investigações de suborno pago por “uma grande marca esportiva americana”, que seria a Nike, patrocinadora da seleção brasileira desde 1996, num contrato milionário intermediado por Hawilla. A nota da policia federal americana menciona também um “esquema de pagamento de propinas” nos contratos de marketing e transmissão de jogos da Copa do Brasil, também com envolvimento de Hawilla, que se declarou culpado.

O comunicado do Departamento de Justiça dos Estados Unidos informa que, desde 1991, teriam sido pagos mais de US$ 150 milhões em propinas. O suborno seria pago por empresas a dirigentes em troca de contratos de marketing e direitos de TV de competições esportivas organizadas pela Fifa e entidades a ela ligadas, como Copa Libertadores, Copa América, eliminatórias da Copa do Mundo da Concacaf e a Copa do Brasil.

A Traffic teve exclusividade na comercialização de direitos internacionais de TV da Copa do Mundo da Fifa no Brasil, em 2014. Além de ser responsável pelos direitos de torneios de futebol, a empresa detém passes de jogadores como o argentino Conca e o brasileiro Hernanes, é dona de times como o Estoril Praia, de Portugal, e é responsável pelas vendas de camarotes do Allianz Parque, estádio do Palmeiras, em São Paulo. O empresário é amigo do ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira, em cuja gestão na CBF prosperou.

Reportar Erro