Parada Gay

Haddad compara os gays aos cristãos

acessibilidade:

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, comparou neste domingo (2) os gays aos cristãos e aos negros. “Assim como os homossexuais, os judeus, os cristãos, os negros e as mulheres já tiveram que defender seus direitos ao longo da História”, disse em evento de abertura da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, conhecida como Parada Gay, na Avenida Paulista.

Segundo ele, a Parada é mais uma jornada “desta luta por aceitação e contra a intolerância”. “Aquele que é homofóbico hoje em dia já precisou lutar por sua própria liberdade em algum momento. Não podemos admitir que alguém que foi vítima de discriminação hoje persiga alguém”, afirmou.

O prefeito declarou ainda que a luta LGBT em busca de convivência pacífica é de todos. “Quem não compreende isso terá que se render aos fatos. O ser humano nasceu para ser livre e será livre”.