Mais Lidas

Desabafo

Guiomar nega proximidade com Barata e diz que episódio das flores é ridículo

'Já vivi momentos de graves, mas esse, sem dúvida, é o mais ridículo', diz a advogada

acessibilidade:

A advogada Guiomar Mendes, que acompanha o marido, ministro Gilmar Mendes, em visita a Bucareste, na Romênia, enviou mensagem a amigos, por meio de whatsapp, desabafando sobre a iniciativa de procuradores do Rio de Janeiro de reforçar o pedido de suspeição do magistrado “em razão de umas flores supostamente enviadas por Jacob Barata à minha casa”. Ela desabafa: “Já vivi momentos de graves crises nessa Brasília! Mas esse, sem dúvida, é o mais ridículo por que já passei.” Ao final da mensagem, ela afirma categoricamente: “Disse e repito: não temos e nunca tivemos proximidade com Jacob Barata. Ponto.”

“Num primeiro momento, turbinam o fato de que meu nome consta em agenda de Barata. Agora o ‘escândalo’ das flores!!!! É uma grande associação de fatos ridículos e que não provam nada”, desabafou a advogada. “Esses são os ‘fortes fundamentos’ para a argüição de suspeição do Gilmar?”, pergunta ela, indignada, para depois concluir: “Suspeição argüida, diga-se, porque foi deferido o habeas corpus. Volto a dizer: se tivesse sido indeferido, não se falaria em suspeição”.

Sobre as flores, Guiomar nem sequer se lembra de tê-las recebido, como também é impossível recordar quantas flores já nos foram enviadas com objetivo de nos cumprimentar e, principalmente, ao Gilmar em razão de uma posse, de um evento, ou de homenagem, ou de uma palestra ou entrevista, sei lá.”

– Se os procuradores encontrassem o cartão do Barata ou dos Baratas ou um cartão meu agradecendo, me prestariam uma grande ajuda e eu teria condições de esclarecer a que propósito essas flores nos foram enviadas. Daí, quem sabe, não seria evidenciada essa intimidade que eles tanto querem estabelecer? Disse e repito: não temos e nunca tivemos proximidade com Jacob Barata. Ponto – afirmou.

Vídeos Relacionados