Mais Lidas

'Iducassão'

Ex-ministro, Cristovam culpa Lula pelo fracasso na Educação

Fiasco da Educação é o maior mal que Lula causou, diz senador

acessibilidade:

O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) responsabilizou o ex-presidente Lula pelo resultado da Avaliação Nacional de Analfabetismo (ANA), divulgado, que apontou baixo nível de leitura dos alunos do terceiro ano do ensino fundamental. Mais da metade dos estudantes da terceira série até são capazes de ler textos simples, mas, em muitos casos, não conseguem entender o que leram. “E eu acuso aqui: ele é culpado desse relatório que o Ministério da Educação do Governo Dilma fez. Ele é o culpado desse resultado trágico”, afirmou Cristovam, durante pronunciamento no Senado, nesta segunda-feira (21).

Para o senador, que foi ministro da Educação do governo Lula e não teve tempo de implementar as medidas que demonstrariam que Educação era de fato a prioridade do governo “essa frustração é que é o maior mal que o presidente Lula causou, de ter conduzido o Brasil de uma maneira até satisfatória em muitas coisas. Mas ele não fez as reformas estruturais que a gente esperava. E a reforma fundamental era a reforma da educação.”

O senador lembrou que, em 2005, já alertara o presidente, em carta, para o descaso do país com a educação. Na época, o jornal Folha de S. Paulo publicou foto de Lula conversando com crianças numa pequena cidade perto de Caruaru, no interior de Pernambuco.

– Lula desceu de um helicóptero numa fazenda e, em vez de dar um adeus e ir embora, caminhou e se agachou diante de algumas crianças”.

A atitude do ex-presidente fez dez anos em maio. E fez dez anos também que o senador foi ao mesmo local e conversou com as pessoas.

– Eu fui lá, encontrei as crianças (…) e depois fiz uma carta ao Presidente Lula, em que eu citei o que eu vi, a escola que eu visitei, as mães com que eu conversei, a professora com que eu conversei. Está tudo na carta. E eu dizia: “Presidente Lula, o senhor não é culpado dessa tragédia; o senhor acaba de assumir há dois anos, mas, se daqui a dez anos, continuar assim, o senhor é culpado”.

Dez anos depois, o senador acusou o ex-presidente de descaso com a Educação, que ficou simbolizado na situação daquelas pessoas que piorou.

Para o senador, o presidente Lula é culpado. Diz ele: “Eu não fiquei só nisso, eu dei um passo mais. Eu disse: “Presidente, se o senhor quiser resolver isso, estão aqui dez passos que resolveriam isso”.

– São os dez passos que eu tentei implantar durante o ano em que eu fui ministro. E eu acuso aqui: ele é culpado desse relatório que o Ministério da Educação do Governo Dilma fez. Ele é o culpado desse resultado trágico. E eu lamento que isso tenha acontecido, discursou Cristovam. 

 

Carta de Tito Costa

Cristovam comentou ainda a carta aberta que o ex-prefeito de São Bernardo do Campo Tito Costa publicou no último domingo, na Folha de S. Paulo, criticando o ex-presidente Lula. Na Carta, Tito cita as dificuldades de Lula no começo de sua carreira. As perseguições, os problemas que o ex-presidente enfrentou e das esperanças que ele representava.

– E hoje, quando analisa esse período, ele se sente frustrado com o fato de que o Lula jogou fora, nos oito anos de seu governo e nesses quatro também – que são de governo dele ainda –, a chance de fazer as reformas estruturais por que o Brizola, o Arraes, todos os grandes líderes do passado lutavam, os de esquerda, progressistas.

“Não houve isso no Brasil – prosseguiu o senador em referência à carta de Tito – e ele diz que o Presidente Lula, por uma visão eleitoreira, essa é a verdade, preferiu se comportar como aquele que aumentou a renda da população pobre. Isso não é ruim, mas não é estrutural, porque a inflação está rebaixando totalmente as rendas que aumentaram. Estão se perdendo as vantagens”.

Reportar Erro