Mais Lidas

Operação Navalha

Engevix também é conhecida da Polícia Federal

Desde 2007 a PF está de olho em Cristiano Kok (Engevix), preso na sexta

acessibilidade:

Preso na 7ª fase da Lava Jato, o presidente da Engevix, Cristiano Kok, está na mira da Polícia Federal desde 2007 quando o lobista Sérgio Sá, contratado da empreiteira, foi preso na operação Navalha. Na época, Kok admitiu que o lobista era um ?auxiliar? e disse que seu erro foi escolher o ?consultor errado?. Em 2010, a Engevix virou alvo de CPI por negociatas em programa de energia em Goiás.

A empresa mudou de nível se unindo ao magnata argentino Eduardo Eurnekian, que administra 53 no Brasil, América Latina e Europa.

A Engevix é dona de 50% da Inframérica que pagou R$ 4,5 bilhões pelo aeroporto de Brasília, e mais R$ 170 milhões pelo de Natal.

Cristiano Kok comprou a empresa do antigo patrão por US$ 30 milhões em 1997 e a transformou obtendo contratos bilionários no governo. Leia na Coluna Cláudio Humberto.