Mais Lidas

Dos Thales, o maior

acessibilidade:

Dois gigantes do colunismo político, Carlos Castello Branco, do Jornal do Brasil, e Luiz Recena, do Jornal de Brasília, compartilhavam do privilégio de terem como fonte o deputado pernambucano Thales Ramalho. Certa vez, em resposta a notícias da escolha do conterrâneo Fernando Lyra para o ministério de Tancredo Neves, Thales perpetrou uma maldade que era também uma grande injustiça:

– Fernando não pode ser ministro da Justiça porque é um analfabeto.

Certa sexta-feira, já recomposto com Lyra, ele surpreendeu:

– Castello, escreva pra domingo: Fernando será ministro da Justiça.

– Pô, Thales, ele não era um analfabeto? – cobrou Castelinho.

A resposta foi na bucha:

– Alfabetizou-se esta semana, Castello…

Depois ligou para Recena:

– Escreva isto também, vá que o Castello esqueça…