Mais Lidas

Lava Jato

Doação de cervejaria deve complicar Dilma

Lava Jato apura se Dilma trocou doação por empréstimo no BNB

acessibilidade:

Investigadores da Lava Jato suspeitam que a presidente ré Dilma Rousseff participou ativamente da operação que garantiu uma “doação” de R$ 17 milhões do Grupo Petrópolis (que produz a cerveja Itaipava) para sua campanha, em 2014. O grupo obteve empréstimo de R$ 830 milhões do Banco do Nordeste (BNB). O caso pode complicar o ex-ministro Edinho Silva e o ex-presidente do BNB Nelson de Sousa. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Nelson de Sousa, ex-BNB, com experiência significativa no setor financeiro, é hoje vice-presidente de Habitação da Caixa Econômica.

Há indícios de que também as campanhas estaduais de Wellington Dias (PI) e Rui Costa (BA) foram abastecidas pela cervejaria

O Ministério Público Federal vem considerando “propina” qualquer “doação” para campanhas eleitorais, ainda que a lei a permitisse.

Vídeos Relacionados