Arapongagem

O teatro de Dilma nos EUA

Ministros vão aos EUA demonstrar 'indignação' tardia contra espionagem

acessibilidade:

O ministro Paulo Bernardo (Comunicações) informou nesta terça-feira (30) que a presidenta Dilma Rousseff solicitou a “elaboração de um cronograma de ações” sobre a missão interministerial que irá aos Estados Unidos tratar das recentes denúncias de espionagem no Brasil. O tal “cronograma” não existe, nem se aplica, exceto pelo eventual agendamento de reuniões.

Dilma, na verdade, acha que a revelação sobre a espionagem ilegal de cidadãos brasileiros pelo governo do Estados Unidos seria uma das causas da queda vertiginosa da avaliação de desempenho do seu governo, por isso considera necessário demonstrar “indignação” contra o episódio. Uma “indignação”, aliás, improvável – que nem sequer mereceu um protesto formal do governo do Brasil, que tampouco chamou de volta o nosso embaixador em Washington para consultas, como é comum em ocasiões do gênero.

Apesar de sua suposta “indignação”, Dilma nem sequer cogitou ou ameaçou cancelar sua visita de Estado a Washington, prevista para o próximo mês de outubro.

É tudo fingimento. O serviço secreto dos Estados Unidos opera mais de quarenta estações de rádio no Brasil, a maioria delas concentradas nas cidades de Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo, autorizadas pelo governo brasileiro. Além disso, há instalações secretas de equipamentos de comunicação, como as que foram reveladas pelo portal Diário do Poder há duas semanas, localizadas na área comercial do Setor de Mansões Dom Bosco (SMDB), imediações do Jardim Botânico, no Lago Sul, em Brasília.

O ministro Paulo Bernardo cumpre seu script no teatrinho do governo: ?Ela [Dilma] quer fazer logo, pediu para a gente ultimar algumas informações para ela e acertar com o Itamaraty qual é o cronograma disso. Parece que eles iam ligar para os Estados Unidos para ver isso?, contou. A comitiva pretende ir nos próximos dias aos Estados Unidos para se reunir com representantes do governo norte-americano em Washington.