Reforma Ministerial

Dilma volta a negar reforma ministerial iminente

acessibilidade:

A presidenta Dilma Rousseff negou neste sábado (6) que fará uma reforma ministerial. Em nota, a presidenta diz que espera dos ministros apenas um esforço para cumprir o que foi acordado com governadores e prefeitos em reunião sobre a onda de manifestações espalhadas pelo país.

?O que espero de meus ministros é empenho nos cinco pactos firmados com os governadores e prefeitos de capital: responsabilidade fiscal para garantir a estabilidade da economia e o controle da inflação; reforma política com plebiscito; melhoria profunda nos serviços públicos de saúde; pacto nacional da mobilidade urbana que permita um salto de qualidade no transporte público; e destinação dos royalties do petróleo para educação?, escreveu.

Para Dilma, é preciso que os ministros tenham ?determinação? para que o Brasil siga pelo caminho do crescimento. Hoje, ela esteve reunida com os ministros Aloizio Mercadante (Educação), José Eduardo Cardozo (Justiça), Fernando Pimentel (Indústria e Comércio) e Gleisi Hoffmann (Casa Civil) no Palácio da Alvorada. Mas o assunto e o resultado do encontro não foram divulgados.