Mais Lidas

Operação Saqueador

Declara-se suspeito desembargador que livrou Cachoeira e Cavendish

Advogado de Cavendish foi também defensor de Ivan Athié

acessibilidade:

Sob pressão do Ministério Público Federal (MPF), que havia solicitado a declaração de seu impedimento e a anulação de suas decisões, o desembargador Ivan Athié, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, decidiu declarar-se suspeito para julgar casos que envolvam o empreiteiro Fernando Cavendish, dono da Delta.

O MPF pediu a suspeição do desembargador citando sua amizade a Técio Lins e Silva, seu ex-advogado que atua na defesa de Cavendish. Athié reconheceu que decisões judiciais podem ser contestadas, mas como vem sofrendo críticas e até ofensas, decidiu se antecipar considerando-se impedido de julgar processos da Operação Saqueador.

Com essa atitude, perdem efeito as decisões do desembargador, que havia determinado prisão domiciliar para presos na Operação como Cavendish e o bicheiro Carlinhos Cachoeira. A Operação Saqueador investiga o desvio de R$ 370 milhões em contratos de obras públicas.