Fim de greve

Correios ainda vão demorar 7 dias para normalizar atividades

Trabalhadores dos Correios estavam parados desde setembro

acessibilidade:

correiosOs Correios anunciaram nesta quinta-feira (10) que vão levar até sete dias úteis para normalizar a entrega de cartas e encomendas na maior parte das localidades afetadas pela greve, agora já encerrada. Por decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST), os trabalhadores deverão voltar às atividades normais ainda hoje.

Nos locais em que não havia paralisação deflagrada, a situação já é de normalidade ? Estados do Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Tocantins e Amapá, além da região metropolitana de São Paulo e das regiões de Bauru/SP e Sorocaba/SP.

A rede de atendimento está aberta em todo Brasil e todos os serviços, inclusive o SEDEX e o Banco Postal, estão disponíveis. A previsão da empresa é voltar a disponibilizar na próxima segunda-feira (14), os serviços de hora marcada que foram suspensos nas localidades que deflagram paralisação.

No julgamento do dissídio coletivo dos Correios, o TST acatou a proposta da ECT. Manteve o reajuste oferecido pela empresa, de 8% nos salários (reposição da inflação do período, de 6,27%, com ganho real de mais de 1,7%) e de 6,27% nos benefícios; vale-extra no valor de R$ 650,65, a ser creditado em dezembro e Vale-Cultura dentro das regras de adesão ao programa implementado pelo Governo Federal.