Mais Lidas

Depressão ministerial

Com depressão, Picciani pode antecipar saída do ministério Temer

Prisão do pai e irmão deixam o ministro cada vez mais abatido

acessibilidade:

O ministro Leonardo Picciani (Esporte) pode perder o cargo antes mesmo do prazo fatal de desincompatibilização de 7 abril, quando ocupantes de cargos públicos serão obrigados a pedir demissão para serem candidatos na eleição de outubro. É que são consideradas “cada vez mais preocupantes”, segundo um ministro, as informações que chegam ao Planalto sobre o quadro de depressão do ministro. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A depressão de Picciani, dizem amigos, decorre da prisão prolongada do pai e do irmão no âmbito da Operação Calicute, no Rio de Janeiro.

O pai do ministro, Jorge Picciani, presidente da Assembleia Legislativa do Rio, e seu irmão Felipe Picciani estão presos há mais de 3 meses.

O governo tem sido paciente, mas admite queda no desempenho de Picciani no Ministério do Esporte, incluindo cancelamentos de agenda.