Greve

Bancários contam vantagem: dizem ter fechado 10 mil agências no País

Banqueiros propuseram repor a inflação, mas bancários exigem o dobro

acessibilidade:

O “Comando Nacional dos Bancários” divulgou hoje (25) que 10.024 agências e centros administrativos de bancos públicos e privados, em todo o país, não teriam aberto as portas nesta quarta-feira, sétimo dia da greve iniciada no último dia 19; inclusive com paralisação de setores estratégicos como call centers.

A Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), que representa os banqueiros, não tem se manifestado nem mesmo sobre a possível retomada das negociações. A proposta da Fenaban, de reajuste 6,1%, que repõe a inflação dos últimos 12 meses, foi apresentada em 5 de setembro e rejeitada pelos bancários. Eles exigem 11,93%, soma da inflação mais 5% de ganho real, além de benefícios sociais.

“Os bancos estão há 20 dias calados, intransigentes, sem negociar com os bancários, desrespeitando a categoria e a sociedade. Vamos fortalecer ainda mais o movimento, ampliar ainda mais as paralisações, para forçar a reabertura das negociações visando a conquistar uma proposta decente , com aumento real de salário?, disse Carlos Cordeiro, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) e coordenador do CNB.