Mais Lidas

Unfair Play

Agora preso, Carlos Arthur Nuzman renuncia à presidência no COB

Carlos Arthur Nuzman renuncia à presidência do Comitê Olímpico

acessibilidade:

Carlos Arthur Nuzman encaminhou ao Comitê Olímpico do Brasil (COB) uma carta anunciando a sua renúncia. Preso desde semana passada, o dirigente teve o pedido lido em assembleia geral extraordinária que aconteceu nesta quarta (11) na sede do COB, no Rio.

Nuzman estava à frente da Comissão desde 1995 e tinha saída prevista apenas para 2020. Com sua saída definitiva, o vice presidente Paulo Wanderley Teixeira assume o comando da entidade, ele presidiu a Confederação Brasileira de Judô (SBJ) por 16 anos.

Nuzman foi preso durante a Operação Unfair Play, que investiga suposto esquema de compra de votos para a escolha do Rio e Janeiro como sede da Olimpíada de 2016. Ele cumpre prisão preventiva na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na zona norte do Rio. Não foi estipulado prazo para sua soltura.

Nesta quarta, houve manifestação de um pequeno grupo de pessoas que pediam eleições diretas no COB, o movimento ocorreu durante a realização de debate dos dirigentes de confederações no auditório do comitê.

Reportar Erro