Paraná Pesquisas

Coronavírus: 57,6% confiam mais em Mandetta do que em Bolsonaro

Segundo levantamento do Instituto Paraná Pesquisas, 61,5% acreditam que é necessário permanecer em casa durante a pandemia

acessibilidade:
O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e o presidente Jair Bolsonaro. Foto: Isac Nóbrega/PR

Levantamento realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas, divulgado nesta quinta-feira (9), revela que 57,6% dos entrevistados confiam mais no ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, do que no presidente Jair Bolsonaro (sem partido), para gerenciar a crise do novo coronavírus no Brasil. Outros 37,5% disseram que confiam mais no presidente. Os 4,9% restantes não souberam ou não opinaram.

Sobre a postura isolada de Mandetta, 65,7% das pessoas responderam que o ministro da Saúde está conduzinto a crise de maneira adequada, contra 28,7% que opinaram de maneira contrária; 5,6% não opinaram.

Entre os entrevistados, 56,2% responderam ‘não’ ao serem questionados se Bolsonaro está conduzindo a crise de maneira adequada; 38,7% responderam ‘sim’ e 5,1% não souberam ou não opinaram.

Isolamento social

A pesquisa tratou também da opinião dos brasileiros sobre as medidas de distanciamento social adotadas para tentar frear a disseminação da Covid-19. Sobre o isolamento, 65,1% das pessoas afirmaram serem favoráveis ao modo que o isolamento está sendo realizado, enquanto 31,1% se posicionaram contra. Os demais 3,8% não opinaram ou não souberam.
O levantamento do Instituto Paraná Pesquisas foi feito com 2.372 entrevistados, em 208 municípios brasileiros, entre os dias 6 e 7 de abril. A análise atinge grau de confiança de 95% com margem estimada de erro de aproximadamente 2% para os resultados gerais. A Paraná Pesquisas encontra-se registrada no Conselho Regional de Estatística da 1ª, 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª e 7ª Região sob o nº 3122/20.