Caso 8 de janeiro

Para 52,7%, prisão do ex-presidente Jair Bolsonaro seria injusta

Todos os recortes do Paraná Pesquisa apontam que a maioria dos brasileiros têm percepção de que prender Jair Bolsonaro seria injusto

acessibilidade:
Ex-presidente Jair Bolsonaro em São Sebastião (SP), dia 7/fev/24.Foto: Redes Sociais
Ex-presidente Jair Bolsonaro em São Sebastião (SP), dia 7/fev/24.Foto: Redes Sociais

O instituto Paraná Pesquisas perguntou a 2.026 eleitores brasileiros se achariam justa ou injusta a prisão do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) por causa dos atos de 8 de janeiro de 2023. Para 52,7%, a prisão de Bolsonaro seria injusta e 38,7% dizem que seria justa. Outros 9% não opinaram.

Todos os recortes do levantamento apontam que a maioria dos eleitores avalia a prisão como injusta. Até mesmo entre faixas etárias, níveis educacionais ou regiões onde o presidente Lula (PT) é bem avaliado, a prisão do ex-presidente tem percepção negativa.

Maioria ampla

É o caso de jovens de 16 a 24 anos, entre os quais 50,8% avaliam a prisão de Bolsonaro como injusta. Mais de 53% dessa faixa etária aprova a atual administração petista. No Nordeste, onde a aprovação de Lula beira os 60%, 44,8% acham a prisão de Bolsonaro pelo 8 de janeiro injusta, enquanto 43,9% dizem que seria justa.

Paraná Pesquisas entrevistou 2.026 eleitores brasileiros em 164 municípios dos 26 Estados e do Distrito Federal, entre os dias 24 e 28 de janeiro de 2024. A margem de erro do levantamento é de 2,2%.

Avaliação de Lula

O levantamento do Paraná Pesquisas, divulgado nesta sexta-feira (9), também apontou que a avaliação negativa de Lula (PT) superou a positiva pela primeira vez, no terceiro mandato.

São 39,9% os brasileiros definem a administração petista como ruim (10,1%) ou péssima (29,8%), enquanto 33,8% dizem que é ótima (11,9%) ou boa (21,9%). Outros 25,3% dos eleitores entrevistados acreditam que o governo é “regular”, registrou o instituto.

Apesar de a avaliação negativa de Lula superar a positiva, o instituto aponta empate na aprovação da administração: 48% aprovam o petista, enquanto 47,8% desaprovam. Apenas 4,1% não sabem ou não responderam, segundo a pesquisa.

Enquanto Lula é desaprovado por 51,4%, dos homens, ele tem 50,8% de aprovação entre mulheres. A maior aprovação do presidente continua no Nordeste, onde tem 59,9% de aprovação. Na região Sul, Lula tem o seu pior desempenho: 57,7% desaprovam a administração petista.

Reportar Erro