Mais Lidas

Eleições 2018

Alckmin tem dificuldade de convencer o centrão sobre viabilidade de candidatura

Partidos do chamado centrão se preocupam principalmente com baixo desempenho do tucano em São Paulo

acessibilidade:
O ex-governador anda meio desanimado e se irrita com cobranças de engajamento na própria campanha.

O ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) vem encontrando dificuldade de provar aos partidos do centrão a viabilidade da sua candidatura à Presidência. Nesta quarta (4), o tucano deixou o jantar com a cúpula do DEM, PP, PRB, SD e PSC sem atingir seus objetivos.

Alckim sinalizou estar disposto a construir sua campanha e o governo em conjunto com o bloco e argumentou ainda já ter o apoio do PV, PTB, PSD e PPS. O tucano diz ainda ter melhor estrutura de campanha e melhores propostas.

Mesmo assim, os integrantes das siglas dizem que, apesar de ser bem aceito pessoal e politicamente, Alckmin não consegue demonstrar condições de crescer nas pequisas de intenção de voto. A maior preocupação é com o baixo desempenho do tucano em São Paulo, estado em que foi governador até abril deste ano.

O DEM aponta para uma rejeição de 60% de Alckim ante 52% do ex-presidente Lula, preso desde abril deste ano. A pesquisa interna da sigla mostra ainda um desgaste considerado irreversível. O Democratas quer provar aos demais integrantes do centrão que Ciro Gomes (PDT-CE) é um candidato mais viável.

O centrão volta a se reunir na próxima quarta (11), mas só deve ter uma definição com o fim da Copa do Mundo na Rússia, entre os dias 16 e 20 de julho. Os cinco partidos que formam o bloco têm juntos 150 segundos de tempo de televisão. (Com informações da Folhapress)

Reportar Erro