Mais Lidas

Crise política

Marco Aurélio pediu ‘temperança e equilíbrio’ na fala do ministro Fux

Na opinião do ministro aposentado, o STF não pode descer o nível

acessibilidade:
Marco Aurélio, ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal (STF) - Foto: Carlos Moura.

O ministro Marco Aurélio, que recentemente se aposentou no Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou nesta quarta-feira (8) que espera “temperança, uma posição de equilíbrio”, no pronunciamento do atual presidente da Corte, ministro Luiz Fux, em resposta ao discurso de 7 de setembro do presidente Jair Bolsonaro.

Fux anunciou que se pronunciaria pelas 14h, na abertura da sessão de julgamento do STF, e se esperam palavras contundentes, por isso mesmo Marco Aurélio recomenda moderação neste momento.

Na opinião de Marco Aurélio, durante entrevista ao Jornal Gente, na Rádio Bandeirantes, Fux deve agir com “auto-contenção”, na condição de chefe do Poder Judiciário, sem acirrar ainda mais os ânimos.

“Não se pode baixar o nível”, diz ele, sobre a atitude do STF, e classificou de “arroubo de retórica” o discurso de Bolsonaro na manifestação de 7 de Setembro, na Avenida Paulista, quando anunciou que não cumpriria mais decisões de Alexandre de Moraes.

Apesar disso, o ministro aposentado do STF, que já se pronunciou antes contrário ao impeachment do presidente Jair Bolsonaro alegando que esse tipo de processo só prejudica o País, desta vez ele considera que, levada adiante, a ameaça de desobedecer eventuais decisões de ministro do STF podem viabilizar o impedimento do presidente da República.

O ministro Marco Aurélio foi entrevistado no Jornal Gente, da Rádio Bandeirantes, pelos jornalistas Thays Freitas, Sônia Blota e Cláudio Humberto.

Reportar Erro