Mais Lidas

Bens da Lava Jato

Lancha de Cabral e sítio de Carlos Miranda serão leiloados nesta quinta-feira

Lancha Manhattan, avaliada em R$ 2,95 milhões, terá lance mínimo de R$ 2,36 milhões; Sítio tem lance mínimo de R$ 2,25 milhões

acessibilidade:
Lancha Manhattan teve avaliação de R$ 2,95 milhões, e o lance mínimo é de R$ 2,36 milhões. Foto: Reprodução

Vão a leilão nesta quinta-feira, 18, a lancha Manhattan Rio, atribuída o ex-governador Sérgio Cabral (MDB) e à ex-primeira-dama Adriana Anselmo, e uma fazenda, de propriedade de Carlos Miranda, apontado como um dos operadores de Cabral.

Os bens já haviam sido colocados à venda no começo de julho – por determinação do juiz federal Marcelo Bretas, que cuida dos processos relacionados ao braço fluminense da Operação Lava Jato – mas não foram arrematados. A lancha Manhattan teve avaliação de R$ 2,95 milhões, e o lance mínimo é de R$ 2,36 milhões. A embarcação de 1997 tem 80 pés e é do modelo Ferreti 80 Luxury Yachts. Há suíte, bar lounge, salas e bote com motor.

Sítio de Carlos Miranda foi saqueado. Foto: Reprodução/TV Globo

O sítio de Carlos Miranda, de 51,3 hectares, em Paraíba do Sul, na divisa do Rio com Minas Gerais, possui, segundo o site do leilão, terras de cultura e pastagem, área de lazer, piscina, lagos, curral e alambique. A avaliação é de R$ 3 milhões, e o lance mínimo é de R$ 2,25 milhões.

Bloqueada por causa das investigações, a fazenda está depredada e foi alvo de furtos – a sauna está sem equipamentos e o deck de madeira da piscina foi levado, diz o edital. A fazenda não tem animais.

Na semana passada, a Justiça Federal leiloou a Lamborghini Aventador e o iate Intermarine 680 Spirit of Brazil, do empresário Eike Batista. O carro de luxo foi arrematado por R$ 1,4 milhão à vista. Já o iate saiu por R$ 1,9 milhão e será pago em prestações.

O leilão acontece de maneira eletrônica e presencial, às 13h, na sede da Justiça Federal no Rio de Janeiro, na Avenida Venezuela, no Centro.