Mais Lidas

Superdosagem de remédios

Justiça condena médica por morte de dois bebês

Os bebês morreram após receberem superdosagem de antibióticos

acessibilidade:

A Justiça condenou a médica Glaydes José Leite por homicídio culposo, sem intenção de matar, pela morte de dois bebês. As crianças morreram após receberem superdosagem de antibióticos. De acordo com a decisão da juíza de 2ª Vara Criminal de Planaltina, Catarina de Macedo, a pena, inicialmente fixada em quatro anos, foi convertida em pena de dois anos restritiva de direito. Glaydes foi condenada, ainda a pagar a cada mãe R$ 135 mil por danos morais. Da sentença cabe recurso.

Os casos aconteceram em 2012, durante um atendimento. A médica prescreveu dosagem excessiva de Azitromicina para os bebês, um menino de 5 meses e uma menina de 8 meses. Pouco depois, ambas tiveram parada cardiorrespiratória e não resistiram.

De acordo com a juíza, a dosagem indicada era 12,98 vezes superior à recomendada para a menina de 8 meses e 15,18 vezes superior à recomentada ao menino. A superdosagem, na interpretação da magistrada, revelou “extrema desatenção com a conduta de seu importante trabalho”.

Ainda de acordo com a juíza, apesar de confessar a prescrição de dosagem excessiva, a médica tentou eximir-se de responsabilidade “apontando outros elementos que teriam colaborado para a morte, tais como: desatenção dos demais funcionários (em especial de quem prepara e ministra o medicamento), superlotação do hospital, dentre outros”.

Reportar Erro