Mais Lidas

Enquanto o Brasil hesita...

EUA apontam Alemanha e Dinamarca como destinos de ‘alto risco’ de covid

Autoridades pedem que americanos não viagem para esses países

acessibilidade:
A classificação de Variante de Preocupação, de acordo com a entidade, exige importantes ações por parte dos governos Foto: Handout

Enquanto o governo do Brasil não anuncia qualquer medida de restrição à entrada de pessoas egressas de países que enfrentam a quarta onda da pandemia, nos Estados Unidos os Centros de Controle e Prevenção de Doenças classificaram a Alemanha e a Dinamarca como destinos de viagens de “alto risco” devido à nova onda de covid-19 na Europa. Os EUA também enfrentam a retomada da pandemia com força.

Os mercados de Natal alemães, conhecidos pela iluminação e bancas que atraem multidões, forma cancelados por causa da quarta onda. Munique não vai ter o tradicional mercado de dezembro.

A Dinamarca avalia novas restrições para conter a transmissão do vírus. Em Copenhague, os famosos Jardins de Tivoli abriram a temporada de Natal na sexta-feira (19), mas as autoridades dinamarquesas avaliam novas restrições devido às altas taxas de incidência da covid-19.

Os destinos que se enquadram na categoria Covid-19 Muito Elevado correspondem ao Nível 4 dos Centros de Controle de Doenças (CCD). Um dos indicadores é o registro de mais de 500 casos por 100 mil habitantes nos últimos 28 dias.

A autoridade de saúde norte-americana recomenda que as pessoas evitem viajar para locais designados com esse aviso de “Nível 4”.

Dinamarca e Alemanha passaram a figurar na lista de destinos com nível 4 nessa segunda-feira (22).

O número médio de novas infecções relatadas na Alemanha atinge um novo recorde com mais de 49,4 mil casos, diariamente.

A vacinação completa deverá ser um requisito para quem não puder adiar viagens para esses locais.

De acordo com o CCD, ao passarem para a categoria de Covid-19 Muito Elevado, estes dois países juntam-se a Áustria, Bélgica, Costa Rica, República Checa, Holanda, Singapura, Turquia. O Reino Unido mantém-se no nível 4 desde 19 de julho.

Ao todo, a autoridade de saúde norte-americana identifica cerca de 75 destinos a evitar devido ao aumento de casos.

Vídeos Relacionados