Mais Lidas

Nosso dinheiro

Nove partidos sem deputados vão receber R$28 milhões para as eleições

Segundo o o rateio do fundão eleitoral divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral, cada um dos 'sem deputados' vai receber mais de R$3,1 milhões

acessibilidade:
Congresso Nacional. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
Congresso Nacional. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou, na última quarta-feira (15), o rateio dos R$4,9 bilhões do fundão eleitoral para as eleições 2022. Essa bolada inclui quase R$28 milhões para nove partidos que não elegeram deputados federais.

Oficialmente batizado de “Fundo Especial para Financiamento de Campanha”, o fundão vai distribuir o maior valor ao União Brasil, fusão do PSL com o Democratas: R$ 782 milhões. O PT, por exemplo, vai ganhar mais de R$503 milhões de verba pública para fazer campanha, este ano.

O fundão eleitoral é dividido principalmente pelo tamanho da bancada de cada partido na Câmara dos Deputados, mas mesmo os nove partidos que não elegeram um parlamentar sequer vão ganhar R$ 3.100.949,86 – cada um – para fazer campanha.

Agir (ex-PTC), DC (ex-PSDC), PCB, PCO, PMB, PMN, PRTB, PSTU e o UP vão levar, no total, R$27,91 milhões para suas campanhas, este ano.

O UP (Unidade Popular pelo Socialismo), que teve o registro aprovado na Justiça Eleitoral apenas em 2019 e portanto não participou das últimas eleições, tinha só 3,2 mil filiado em abril deste ano, segundo dados do TSE.

Clique aqui para a ver a tabela completa do TSE do rateio do fundão eleitoral.

Reportar Erro