Mais Lidas

Paraná Pesquisas/Governo de SP

Tarcísio cresce e chega a 2º, atrás de Haddad, e Garcia já soma 9,2% em 4º lugar

Apoio de Bolsonaro faz Tarcísio subir para

acessibilidade:
Haddad lidera na estimulada e Tarcísio Freitas lidera na pesquisa espontânea, em São Paulo.

O ex-ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas saltou para segundo lugar, nas intenções de votos nas próximas eleições para governador de São Paulo, segundo levantamento realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas.

De acordo com a pesquisa, o petista Fernando Haddad está na frente, com 30,6%, seguido de Tarcísio de Freitas (PL) com 19,2% e Márcio França (PSB) soma 17%. O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB) subiu 1,9% e se situa agora com 9,2%, em quarto lugar.

Na pesquisa anterior, realizada há um mês, Tarcísio estava empatado com França, apesar de o ex-ministro aparecer um pouco à frente: 17,9% a 17,7%, enquanto Haddad, que tinha 28,6%, subiu dois pontos percentuais.

Na espontânea, indecisos somam 73,7%

Na pesquisa espontânea, em que o eleitor entrevistado é convidado a declinar o nome do candidato em pretende votar, Tarcísio de Freitas segue na liderança com 8,4%, contra 6,2% de Haddad, 2,3% de França e 2% de Rodrigo Garcia. Chama a atenção, na pesquisa espontânea, o enorme número de indecisos (“não sabe” e “não respondeu”): 73,7% dos entrevistados não têm voto consolidado para governador.

Em um cenário em que são considerados apenas as quatro principais candidaturas, todos oscilam positivamente: Haddad vai para 31,2%, Tarcísio de Freitas para 19,8%, França chega a 18,3% e Garcia a 9,6%.

O deputado Vinícius Poit (Novo) está em quinto lugar, com 1,5%, e os demais pré-candidatos pontuam abaixo de 1%.

Presidenciáveis influenciam votos

Também são relevantes, no abrangente levantamento do Paraná Pesquisas os impactos da ligação dos pré-candidatos a governador com os respectivos pré-candidatos a presidente.

Nesse contexto, Haddad sobe de 30,6% para 36,2% quando o eleitor é lembrado da sua ligação ao presidenciável Lula, mas o maior salto é de Tarcísio de Freitas, que vai de 19,2% para 31,2%. A ligação de Rodrigo Garcia à pré-candidata Simone Tebet (MDB) rende pouco ao governador de São Paulo, que sobe de 9,2% para 11,8%.

O Instituto Paraná Pesquisas entrevistou pessoalmente 1.820 eleitores de 77 municípios, entre os dias 27 e 30 de julho e registrou a pesquisa sob nº BR-03362/2022, para eventuais conferências e auditorias.

Veja a pesquisa estimulada para governador de São Paulo:

Aqui, os resultados da pesquisa espontânea:

Agora, veja a evolução das candidaturas ao governo de SP:

Neste cenário, apenas as quatro principais pré-candidatos:

Ligação a presidencial turbina candidaturas a governador:

Reportar Erro