Mais Lidas

J&F

Justiça obriga o governo a pagar R$24 milhões por dia a termelétrica dos irmãos Batista

Geração de energia na térmica de Uruguaiana é das mais caras do Brasil

acessibilidade:
Usina térmica dos irmãos Batista, com a decisão judicial, vai receber R$24 milhões por dia.

A holding J&F arrancou uma decisão da Justiça que tem o significado de loteria: obriga o governo a incluir sua usina termelétrica de Uruguaiana (RS) no Sistema Interligado Nacional, habilitando-se a receber um dos preços mais altos do País.

A decisão fará o grupo chefiado pelos irmãos de Joesley e Wesley Batista receber R$24 milhões por dia, e isso ocorre, estranhamente, no momento em que as chuvas já permitem o desligamento de usinas com valores elevados.

O preço elevado da energia gerada pela térmica de Uruguaiana, dos irmãos Batista, se deve ao gás importado da Argentina para abastecer a usina, que sofreu aumento escandaloso em 2021.

A decisão judicial causou estupefação no setor elétrico, mas não foi recebida exatamente com surpresa.

A usina termelétrica dos irmãos Batista se habilitará à remuneração espantosa de R$24 milhões diários se gerar na base do sistema. A térmica pertence à Âmbar Energia, do Grupo J&F.