Mais Lidas

Primeiras impressões

Fiat Toro 2020, uma picape que vai muito além de um simples veículo de carga

Andamos na versão Freedom movida à diesel da caminhonete pernambucana

acessibilidade:
Fiat Toro Freedom Diesel. Fotos: Geison Guedes/DM e Fiat/Divulgação.

Recife (PE) — Quando falamos de picapes, imaginamos um carro grande, desconfortável e com a possibilidade de carregar o máximo possível de carga, certo? Nem sempre! A Fiat provou com a Toro que é possível ter uma caminhonete com pegada urbana, confortável e capaz de levar o que você quiser, para onde quiser.

A segunda picape mais vendida do país, só fica atrás da irmã menor a Strada, foi lançada há três anos, revolucionou o mercado, mesmo não sendo a primeira da categoria — a Renault apresentou a Oroch meses antes — e acaba de passar por um facelift. Com porte intermediário, ela vai bem no trânsito do dia a dia e também na hora de “pegar no pesado”. 

Interior não teve praticamente nenhuma novidade.

Aprova disso é o lançamento de uma versão mais voltada para o trabalho, a Endurance. Ela inaugura a combinação motor flex e câmbio manual, mas também conta com opção automática e propulsor diesel. Ela parte de R$ 92.990, pula para R$ 98.990 com transmissão automática e chega em R$ 129.990, com motor diesel (a mais barata do país entre as cabines duplas).

Outra novidade é o pacote S-Design (R$ 5 mil), que acrescenta itens visuais na configuração intermediária, a Freedom, tanto com motorização flex, quanto com diesel. A Toro é o primeiro veículo da marca a receber a novidade no Brasil, que foi apresentada no Salão de Genebra de 2017. 

Fiat Toro Freedom Diesel 2020.

Além disso, a picape passou por uma leve alteração visual, ganhou overbump — para-choque de impulsão com quebra-mato e a tela da central multimídia passa a ser de sete polegadas de série, menos na Endurance, que é opcional. 

Freedom diesel

Motor gera 170 cavalos e 35,7kgfm de torque.

Na apresentação da linha 2020 em Pernambuco, testamos a versão intermediária com motorização diesel da picape, câmbio automático de nove velocidades e tração 4×4. Ela sai por R$ 140.990. E recebe todas as novidades da linha 2020. 

Para dizer que o visual não foi alterado, a parte inferior do para-choque dianteiro tem novo desenho por causa do overbump, no mais, tudo continua igual. Por dentro, a novidade é a tela da central multimídia de sete polegadas, que melhora e muito a visualização do display. 

O para-choque agora conta com overbump.

Mas era esperado uma tela ainda maior, no estilo da do Compass e do novo Renegade, que é de 8,4 polegadas. A central multimídia recebe também GPS e conectividade com smartphone, via Android Auto. Segundo a marca, o acordo com a Apple para utilizar o CarPlay está em fase final de negociação e, em breve, poderá ser utilizado na picape.

No mais, a picape permanece igual. O que não é nenhum problema, pois ela continua bastante moderna, tanto no visual — ainda chama muita atenção por onde passa nas ruas, quanto nos equipamentos incorporados.

A tela da central multimídia passa a ser de sete polegadas.

Para se ter uma ideia, entre os itens presentes, a Freedom conta com ar-condicionado digital e dual zone, a central multimídia, quadro de instrumentos com tela de 3,5 polegadas, vidros, direção, travas e ajustes dos retrovisores elétricos, duas entradas USB, duas tomadas 12V e banco do motorista com regulagem de altura. 

Na parte da segurança, a picape vem com controles de tração e estabilidade, assistentes de partida e de descida em rampa, sensor de estacionamento traseiro, câmera de ré, piloto automático e Isofix. Mas há uns poréns. 

Estamos falando de uma picape de R$ 140.990, mesmo a flex sai por R$ 109.990, que conta apenas com dois airbags, os obrigatórios por lei. A chave poderia ser de presença também e ela deveria ter luz de circulação diurna. 

Todo terreno

Versão diesel conta com tração 4×4.

A versão diesel é equipada com tração 4×4. Com isso, é possível ir para quase todos os lugares com a Toro. Durante o lançamento, passamos por regiões com asfalto perfeito, onde é possível constatar toda a força do motor 2.0 de 170 cavalos e 35,7kgfm de torque. 

Andamos também em locais com vias de terra, acidentada e arenosa. Com o sistema 4×4 ativado, não há terreno que ela não supere, e com facilidade. Ao ativar a reduzida, como todo bom sistema do tipo, “transforma” a picape em um tratorzinho, com muita força empregadas nas rodas. 

Na estrada, a picape anda muito bem.

A suspensão independente nas quatro rodas trabalha tão bem quanto o resto do conjunto mecânico, absorvendo bem as imperfeições do solo. O motor também funciona de maneira primorosa e não deixa o motorista na mão em nenhuma manobra, otimizando ultrapassagens, retomadas e saídas em velocidade. 

A opinião do Diário Motor

A picape é fabricada em Pernambuco.

A Toro ainda se mostra uma das melhores opções na hora de comprar uma picape. Tem bom espaço interno, caçamba com boa área de carga e ocupa o espaço de um SUV, otimizando a movimentação no dia a dia. Para a linha 2020, algumas novidades que são bem vindas, como a tela da central multimídia maior. 

A versão Freedom movida a diesel trabalha bem, principalmente o conjunto mecânico e sai mais barata que versões parecidas de concorrentes maiores. Ela poderia ser melhor equipada, com airbags a mais, mas não faz feio. Vale a compra. Nota 8,5!

Viagem a convite da Fiat

Ficha Técnica Freedom Diesel

Fiat Toro Freedom Diesel.

Motor: 2.0  

Potência máxima: 170cv 

Torque máximo: 35,7kgfm 

Direção: elétrica

Suspensão: independente nas quatro rodas

Freios: a disco nas quatro rodas

Capacidade de carga: 1 tonelada 

Dimensões (A x L x C x EE): 1.746 x 1.844 x 4.915 x 2.990mm 

Preço: R$ 140.990