Desembarque

Após ‘fazer o L’, Bacha diz que Lula não dá tiro no pé e sim ‘no coração’

Um dos pais do Planalto Real, ele também prevê derrota eleitoral de Lula

acessibilidade:
Economista Edmar Bacha - Foto: Roque Sá/Agência Senado.

Após “fazer o L” na campanha eleitoral de 2022 e a exemplo de outros signatários de uma “Carta em Defesa da Democracia”, de apoio à candidatura do então candidato do PT à presidência da República, o economista Edmar Bacha afirmou em entrevista neste domingo (30) que que “Lula não está dando um tiro no pé, está dando um tiro no coração.”

Além disso, Bacha prevê que “Lula vai perder a eleição e vai perder voto do pessoal do centro, como eu”.

Um dos formuladores do Plano Real, ele já havia dito, am entrevista anterior, que “o Brasil poderia deslanchar, mas Lula põe empresários na defensiva”.

Mas a situação deteriorou de tal maneira, com os ataques de Lula à autonomia do Banco Central e a seu presidente, Roberto Campos Neto, eleito duas vezes o melhor presidente de Banco Central do mundo, que o economista tornou a crítica mais contundente, durante entrevista à emissora Globonews.