Mais Lidas

Betoneira leve

Volvo apresenta o VM Light Mixer, caminhão mais leve para construção

Mesmo cerca de 900kg mais leve, a nova versão permite transportar até 1m³ a mais de concreto

acessibilidade:
Volvo VM Light Mixer 2020. Foto: Volvo.

A construção civil tem apresentado números surpreendentes em 2020. Mesmo com a retração geral da economia, segundo a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), o setor vem crescendo mês a mês. Em agosto, o nível de atividade teve índice similar ao de 2011, um dos melhores da década. 

O mercado de betoneiras também registra crescimento, com alta de 58% nas entregas de jan-set, segundo dados da Associação Nacional de Fabricantes de Implementos (Anfir). Dentro deste cenário, a Volvo apresenta o VM Light Mixer, que permite um aproveitamento maior da capacidade de implementos betoneira, aumentando a produtividade das empresas transportadoras de cimento. 

Segundo a marca, este cenário vem mexendo com as empresas do segmento, que buscam aprimoramento em processos e tecnologia para mais produtividade. 

“Já tínhamos um produto de referência em betoneiras e fomos consultados por concreteiras para fazer um caminhão ainda mais leve. Por isso desenvolvemos essa nova versão do Volvo VM, que permite transportar mais carga útil”, afirma Clóvis Lopes, gerente comercial de caminhões da Volvo.

A nova versão traz diversas alterações em relação ao VM 8×4 tradicional. Somadas, elas possibilitaram redução da tara do caminhão de 8.820kg para 7.920Kg, ou seja, 900kg mais leve. 

A sueca trabalhou em parceria com implementadoras, para garantir uma solução completa às empresas concreteiras. O primeiro VM Light Mixer recebeu uma nova betoneira Liebherr, também projetada para ganho em peso. A tara total do conjunto (caminhão + betoneira) baixou quase 2.500Kg, para apenas 11.650Kg, possibilitando transportar até 1m³ a mais de concreto, dentro da lei da balança.

No VM Light Mixer a Volvo optou pela distância entre-eixos de 4.550mm, ideal para melhor distribuição de peso na betoneira. Mesmo com o entre-eixos mais curto, o caminhão é equipado com grandes tanques de combustível (200 litros) e Arla32 (50 litros), que permitem rodar o dia todo sem reabastecimento.

Outro diferencial é o 4º eixo direcional dianteiro. “Projetamos um eixo direcional de verdade, que diminui o arraste dos pneus e permite manobras em raios curtos, comuns em canteiros de obra”, assegura Jeseniel Valério, gerente de engenharia de vendas de caminhões.. 

O 4º eixo é um projeto Volvo, instalado no veículo já na linha de montagem, com garantia de fábrica e sem adaptações. Opcionalmente esse eixo pode ser equipado com sistema suspensor, para trechos em que o caminhão roda vazio ou em eventuais manobras.

O conjunto formado pelo motor, transmissão e eixos traseiros garante bom desempenho. O consagrado propulsor de 270 cavalos está acoplado a uma transmissão manual de nove marchas. Como opcional, o propulsor pode receber escape vertical, para operações em terrenos mais acidentados.

O VM Light Mixer tem suspensões traseiras com molas parabólicas. Os pneus são 275/80 R22,5 de uso misto e o caminhão pode ser equipado também, como opcional, com rodas de alumínio.

Concebido para operações de transporte entre usinas de concreto e obras em centros urbanos, o VM Light Mixer é equipado com cabine curta, com grande área envidraçada que permite ampla visibilidade, importante para manobras em canteiros apertados. 

O veículo é equipado com bancos para motorista e um ajudante, mas opcionalmente pode receber banco de passageiros para duas pessoas. Externamente, o modelo traz para-choque em aço, mais leve, e tem faróis com desenho similar ao das versões rodoviárias da linha VM. O conjunto óptico tem luzes diurnas em LED.