Mais Lidas

Em alta

Mercado brasileiro de automóveis cresce 31,9% no primeiro semestre

Nos primeiros seis meses do ano foram comercializados mais de um milhão de veículos

acessibilidade:
Mercado brasileiro de automóveis cresce 31,9% no primeiro semestre. Foto: Fiat.

Mesmo com todas as dificuldades impostas pela pandemia e consequente crise econômica e sanitária, o Brasil comercializou 1.006.685 veículos nos seis primeiros meses de 2021. O volume representa uma alta de 31,9% em relação ao ano passado, quando 763.222 unidades foram emplacadas no mesmo período. Os dados são da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Os dados de junho são quase os mesmos de maio, mas um pouco abaixo. Houve uma ligeira queda de 3,31% (169.589 contra 175.391 emplacamentos). Em relação ao mesmo mês do ano anterior, a alta foi de 38,16%, quando 122.745 unidades foram comercializadas.

Caminhões e ônibus seguem a mesma tendência, com alta expressiva no acumulado do ano. Nos primeiros seis meses de 2021 foram 67.363 emplacamentos, contra 45.460 de 2020, alta de 48,18%. Em junho, foram 12.867 unidades vendidas, queda de 2,93% em relação a maio (13.255) e alta de 28,04% quando comparado ao mesmo período de 2021 (10.049).

As motocicletas seguiram o ritmo do resto do setor, com queda de 3,34% (106.717 contra 110.408 emplacamentos) de junho para maio e expressiva alta de 132,46% quando comparado ao mesmo mês do último ano (45.887). No acumulado do ano, a alta é de 47,7% (517.362 de 2021 e 350.280 de 2020). 

Entre todos os segmentos, nos primeiros seis meses do ano, o Brasil comercializou 1.702.887 veículos, uma alta considerada de 38,95% em relação a 2020, quando 1.225.542 unidades foram emplacadas no primeiro semestre.