Mais Lidas

Política fora dos preços

Temer confirma Ivan Monteiro como presidente efetivo da Petrobras

Temer descarta 'interferência política' na definição de preços pela estatal

acessibilidade:
Temer recebeu o novo presidente da Petrobras na companhia dos ministros Moreira Franco (Minas e Energia) e Eduardo Guardia (Fazenda). (Foto: Alan Santos)

Em pronunciamento à imprensa na noite desta sexta-feira (1º), o presidente Michel Temer confirmou que vai recomendar ao conselho de administração da Petrobras a efetivação de Ivan Monteiro para a presidência efetiva da estatal, que, conforme antecipou o Diário do Poder, foi designado pelo colegiado para presidir interinamente a estatal, após a saída de Pedro Parente.

Durante o rápido anúncio, Temer ressaltou a manutenção do compromisso com a recuperação da saúde financeira da estatal e garantiu que a Petrobras ficará livre de interferência na política de preços dos combustíveis. E os preços internacionais do barril de petróleo seguirão servindo de referência para precificar seus produtos.

“Comunico que o escolhido hoje como interino, Ivan Monteiro, será recomendado ao Conselho de Administração para ser efetivado na presidência da Petrobras. Reafirmo que meu governo mantém o compromisso com a recuperação e a saúde financeira da companhia. Continuaremos com a política econômica que nesses dois anos tirou a empresa do prejuízo e a trouxe para o rol das mais respeitadas do Brasil e do exterior. Declaro também que não haverá qualquer interferência na política de preços na companhia”, declarou Temer.

O anúncio foi feito após o presidente reunir-se com Monteiro no Palácio do Planalto. Temer aguardava a decisão do Conselho de Administração da Petrobras, que indicou o diretor financeiro da estatal para ocupar interinamente o cargo.

Monteiro ocupava até então a direção executiva da Área Financeira e de Relacionamento com Investidores da Petrobras. A troca ocorre após a decisão de Pedro Parente em deixar o comando da estatal, anunciada no final da manhã de hoje.