Mais Lidas

Tempos muito estranhos

Decano do Supremo diz que decisão de Fachin ‘foi péssima’ para imagem do Judiciário

Ministro Marco Aurélio disse que sentença pró-Lula provocou "perplexidade generalizada"

acessibilidade:
Marco Aurélio, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) - Foto: Fallipe Sampaio(STF.

O ministro Marco Aurélio afirmou nesta terça-feira (9) que “é péssima para a imagem do Judiciário” a decisão monocrática do ministro Edson Fachin anulando as condenações do ex-presidente Lula pelos vários crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele também afirmou que o sentimento, inclusive no Supremo Tribunal Federal (STF) é de “perplexidade generalizada”.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, no Jornal Gente, Marco Aurélio afirmou: “Eu, pelo menos, fiquei surpreso, de voltar-se – depois das ações serem julgadas, haver pronunciamento do Tribunal Regional Federal da 4ª Região(TRF-4) e do Superior Tribunal de Justiça (STJ) – “à estaca zero”.

O ministro disse que agora é aguardar para verificar se haverá impugnação. O procurador geral da República, Augusto Aras, já anunciou que vai recorrer pela impugnação à decisão de Fachin.

Para Marco Aurélio, a alegada incompetência de Curitiba para julgar o ex-presidente é discutível.

Apesar dos reparos que faz à decisão de Fachin, Marco Aurélio diz não acreditar que a ligação de Fachin com o PT no passado explique a decisão.

O ministro também extinguiu os processos de imparcialidade de Sérgio Moro contra o ex-presidente. No entanto, mesmo elogiando o ex-juiz, Marco Aurélio entende que a suspeição de Moro precisa ser analisada.

O ministro Marco Aurélio foi entrevistado no programa Jornal Gente, da Rádio Bandeirantes, pelos jornalistas Thays Freitas, Pedro Campos e Cláudio Humberto.

Vídeos Relacionados