Mais Lidas

Descobertas

Uso da máscara pode reduzir sintomas da Covid-19, diz novo estudo

Pesquisadores concluíram que o grau de infecção pode estar relacionado à quantidade de carga viral recebida

acessibilidade:
Brasil tem mais de 17 milhões casos de Covid e meio milhão de mortes pela doença. Foto: Mário Oliveira – SEMCOM/Reprodução

Um estudo americano, publicado no Journal of General Internal Medicine, sugere que a máscara de proteção não só reduz a possibilidade do contágio, como os efeitos da doença no organismo.

Três pesquisadores, Eric Goosby e Monica Gandhi, da Universidade da Califórnia, e Chris Beyrer, da Johns Hopkins, concluíram que a infecção se torna mais leve às pessoas que foram expostas a uma menor quantidade de carga viral.

Desta forma, as pessoas contaminadas apresentarão um grau moderado dos efeitos ou serão assintomáticas. Portanto, o estudo vai de encontro às medidas governamentais que apoiam o uso da proteção em todos os ambientes públicos, fechados ou não. Além do benefício individual, o uso das máscaras pode ser um aliado à imunização de massa.

Pesquisa

Os cientistas analisaram diferentes grupos de pessoas e suas reações às cargas virais não letais. Pessoas expostas a uma maior quantidade de agentes contaminadores apresentaram uma forma mais agravada de infecção. O grupo que recebeu uma carga viral mais baixa, por outro lado, tiveram uma resposta mais positiva, apresentando sintomas leves ou nenhum.

Os estudos com o novo coronavírus ainda seguem com experimentos animais, mas semelhantes àquelas feitas com humanos utilizando outros tipos de vírus. Hamsters foram expostos à Covid-19 e o grupo protegido por uma divisória que simula máscaras cirúrgicas tiveram menor grau de apresentação dos sintomas.