Mais Lidas

Pandemia

Covid mata mais homens que mulheres no Brasil, atestam os cartórios

Entre os 40 e 49 anos, por exemplo, a diferença é superior a 50%

acessibilidade:
A classificação de Variante de Preocupação, de acordo com a entidade, exige importantes ações por parte dos governos Foto: Handout

Em todas as faixas etárias abaixo de 90 anos, mais homens morreram de Covid-19 que mulheres, segundo levantamento da transparência dos cartórios brasileiros de registros civis e de óbitos.

Entre os 40 e 49 anos, por exemplo, a diferença é superior a 50%: 32,5 mil vítimas foram homens e 20 mil mulheres. Dos 60 aos 69 anos, o número de mortes masculinas foi de pouco mais de 76 mil e as femininas, mais de 57 mil. A informação é da Coluna Claudio Humberto, do Diário do Poder.

Até entre as crianças de menos de 9 anos, o número de vítimas do sexo masculino (534) é maior que o número de vítimas femininas (470).

O número de mulheres vítimas fatais da Covid entre 90 e 99 anos é de 18.936. Os homens, 14.450. Acima dos 100 anos são 1.285 contra 683.

Os dados são da Central de Informações do Registro Civil, do CRC Nacional e são atualizadas até o último dia 3 de outubro.

Vídeos Relacionados