Mais Lidas

Como na Bahia

PF investiga provável máfia da venda de sentenças também em Goiás

PF apura ligações entre assassinatos de advogados e esquema de venda de sentenças no Judiciário do Estado

acessibilidade:
PF apura ligações entre assassinatos de advogados e esquema de venda de sentenças no Judiciário goiano

A Polícia Federal investiga indícios de ligações entre assassinatos de advogados, em Goiás, recentemente, e a existência de uma máfia de venda de sentenças com ligações no Judiciário do Estado, nos moldes da interceptada na Bahia, no âmbito da Operação Faroeste.

Na Bahia, as investigações já resultaram na prisão de desembargadores do Tribunal de Justiça, e um escândalo no qual se envolveram autoridades do governo estadual, como o ex-secretário de Segurança Maurício Barbosa. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Na Bahia, a gangue é composta também por desembargadores, juízes, servidores públicos, advogados e produtores rurais.

O Ministério Público Federal relatou “células criminosas” na Justiça promoveram grave cooptação da Secretaria de Segurança baiana.

O ministro Og Fernandes, do STJ, tem sido implacável contra a venda de sentenças. Ele já ordenou sete fases da Operação Faroeste.