Mais Lidas

Real motivo

Índia tenta usar a vacina para pressionar Brasil por apoio na OMC

Índia e a África do Sul defendem a suspensão (“waiver”) do TRIPS, o Acordo sobre Propriedade Intelectual

acessibilidade:
Jair Bolsonaro e o primeiro-ministro indiano Narendra Modi. Foto: Clauber Cleber Caetano/PR

A  Índia e a África do Sul defendem a ampla suspensão (“waiver”) do TRIPS (Acordo sobre Aspectos dos Direitos de Propriedade Intelectual Relacionados ao Comércio), na Organização Mundial do Comércio (OMC). Para os indianos, o “waiver” do TRIPS ajudaria na “prevenção, contenção e tratamento da Covid”.

Mas o acordo já prevê flexibilidades, como o licenciamento (voluntário e compulsório) de tecnologias. Autoridades brasileiras enxergam a proposta indiana como oportunista. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O Brasil historicamente defende as medidas de flexibilização do acordo, e tem apoio de outros países em desenvolvimento, como Chile e México.

O acordo TRIPS garante proteção de patentes e propriedade intelectual, inclusive de medicamentos, insumos e vacinas, abarcando os genéricos.

A imprensa brasileira adotou o discurso indiano e diz que o Brasil “ficou contra” países em desenvolvimento. Mas a posição da Índia é minoritária.

Reportar Erro