Mais Lidas

Ninguém vai bem

Pandemia reduziu avaliação de Bolsonaro e também dos governadores, diz especialista

Segunda fase da pandemia foi ruim pata todos, explicou o presidente do Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo

acessibilidade:
“A segunda fase da pandemia fez mal a todos e não apenas ao presidente”, explicou o presidente do Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo. Foto: Marcos Corrêa/PR

A pandemia tem provocado queda na avaliação do presidente Jair Bolsonaro, mas afeta também a popularidade dos governadores, segundo Murilo Hidalgo, presidente do Paraná Pesquisas.

“A segunda fase da pandemia fez mal a todos e não apenas ao presidente”, explicou ele, afirmando que “caiu também a popularidade de todos os governadores”, responsáveis por gerenciar o combate ao coronavírus por decisão do Supremo Tribunal Federal. Todos sofreram esse desgaste. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

João Doria, por exemplo, tenta desesperadamente “capitalizar” a vacina Coronavac, mas é 4º ou até 6º na corrida presidencial no próprio Estado.

Eleito com a ajuda da jogada de marketing “Bolsodoria”, o governador tucano de São Paulo não consegue encarnar o “anti-Bolsonaro”.

A avaliação da administração federal caiu de 50,2%, em dezembro, para 47,2% em janeiro, de acordo com levantamentos Paraná Pesquisa.

Hidalgo avalia que as chances de reeleição de Bolsonaro dependem do fim da pandemia e da recuperação da economia, e seus custos sociais.