Troca

Veja quem é o general Tomás, novo comandante do Exército

Militar vai substituir o general Julio Cesar de Arruda

acessibilidade:
General Tomás Miguel Ribeiro Paiva, comandante do Exército Brasileiro.

O general Tomás Miguel Ribeiro Paiva, chefe do Comando Militar do Sudeste, foi anunciado neste sábado (21) para comandar o Exército, após Lula exonerar do cargo o general Júlio César de Arruda.

Veja o currículo do militar:

Nascido em 29 de setembro de 1960, na cidade de São Paulo, SP, é filho de Clibas Ribeiro Paiva e de Maria da Conceição Miné Ribeiro Paiva.
Incorporou às fileiras do Exército em 3 de março de 1975, na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, sediada em Campinas, SP, tendo sido declarado Aspirante a Oficial da Arma de Infantaria em 12 de dezembro de 1981.
Além dos Cursos de Formação, de Aperfeiçoamento, de Comando e Estado-Maior, realizou os cursos Básico Paraquedista, Mestre de Salto, Estágio Básico e Avançado de Salto Livre, Precursor Paraquedista, Estágio de Comunicação Social e Curso de Especialização em Gerenciamento de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas. Foi nomeado Professor Honoris Causa da Academia de Guerra do Exército do Equador, tendo recebido o Distintivo de Comando e Estado-Maior daquele país.
Foi palestrante de diversos estabelecimentos de ensino civis e militares, dentre os quais se destacam o Instituto Rio Branco do Ministério das Relações Exteriores e o Colégio Interamericano de Defesa.
Durante sua vida militar, foi oficial subalterno e comandante de companhia de fuzileiros no 7o Batalhão de Infantaria Blindado, em Santa Maria, RS, no 26° Batalhão de Infantaria Paraquedista, no Rio de Janeiro, RJ, e no 33° Batalhão de Infantaria Motorizado, em Cascavel, PR. Foi instrutor do Curso de Infantaria da Academia Militar das Agulhas Negras, Subcomandante da Companhia de Precursores Paraquedista, Ajudante de Ordens do Presidente da República e Assessor Militar do Brasil junto ao Exército do Equador.
Participou de missões operacionais como Subcomandante do Batalhão de Infantaria de Força de Paz do 7° CONTBRAS, no Haiti e, como Oficial-General, foi Comandante da Força de Pacificação da Operação Arcanjo VI, no Complexo da Penha e do Alemão, no Rio de Janeiro, RJ, em 2012.
Comandou o Batalhão da Guarda Presidencial, em Brasília, DF, o Corpo de Cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras, a Escola Preparatória de Cadetes do Exército, em Campinas, a 2a Subchefia do Comando de Operações Terrestres, em Brasília, DF e a 11a Brigada de Infantaria Leve, em Campinas.
Também comandou a Academia Militar das Agulhas Negras, a instituição de ensino superior responsável pela formação dos oficiais combatentes de carreira do Exército Brasileiro. Cabe destacar que é na AMAN que o futuro oficial desenvolve suas virtudes militares, tornando-se um profissional identificado com os mais nobres sentimentos de “servir” à Nação Brasileira, comprometido com o Exército e capaz de participar da defesa da Pátria.
Chefiou o Gabinete do Comandante do Exército, em Brasília, DF e comandou a 5a Divisão de Exército, em Curitiba, PR.
Em 31 de julho de 2019 ascendeu ao posto de General de Exército, mais alto posto da carreira, e passou a integrar o Alto Comando do Exército, órgão colegiado onde são examinados e equacionados os assuntos relativos à Política Militar Terrestre e as estratégias para sua consecução, as matérias de relevância, dependentes de decisão do Comandante do Exército, em particular as referentes ao preparo e emprego da Força, bem como a seleção dos candidatos ao ingresso e à promoção nos Quadros de Oficiais-Generais.

A primeira missão como General de Exército foi chefiar Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEx), no Rio de Janeiro, RJ. O DECEx é órgão de direção setorial responsável em promover a educação, a cultura, a pesquisa e o desporto no Exército Brasileiro.
Atualmente, o Gen TOMÁS é o Comandante Militar do Sudeste, que é o Comando Militar de Área vetor de pronta resposta estratégica do Exército Brasileiro e abrange 59 Organizações Militares, com o efetivo de 17.621 homens e mulheres, sendo o único Comando Militar de Área que abrange o mais importante Estado da Federação, que é São Paulo.
Agraciado com diversas condecorações nacionais e estrangeiras, dentre as quais destacam-se: – Ordem do Mérito Militar – Grã-Cruz;
– Ordem do Mérito da Defesa – Grande-Oficial;
– Ordem do Mérito Naval – Grande-Oficial;
– Ordem do Mérito Aeronáutico – Grande-Oficial;
– Ordem do Mérito Judiciário – Alta Distinção;
– Ordem do Mérito do Ministério Público Militar – Grande-Oficial;
– Medalha Militar de Ouro com Passador de Platina;
– Medalha Marechal Osório – O Legendário;
– Medalha das Nações Unidas – MINUSTAH;
– Medalha do Corpo de Tropa – Bronze;
– Medalha Marechal Trompowsky com Passador de Ouro;
– Medalha Mérito Desportivo Militar;
– Medalha de Tributo à Força Expedicionária Brasileira;
– Medalha da Vitória;
– Medalha Marechal Mascarenhas de Moraes;
– Medalha do Mérito Marechal Cordeiro de Farias;
– Medalha Mérito Tamandaré;
– Medalha Guilherme de Almeida;
– Medalha Mérito em Clínica Médica;
– Colar “O Patriarca da Independência – José Bonifácio de Andrada e Silva” – Grau Comendador; e – Distintivo de Comando Dourado.
O Gen TOMÁS é casado com a Sra Márcia Cristina Schoeller Borges Ribeiro Paiva e o casal possui quatro filhos: Marcela Helena, Tomás Filipe, Anna Gabriela e Tomás André.